Dedetização de Escorpiões RJ

Introdução e Hábitos

São conhecidas mais de 1.600 espécies de escorpiões no mundo. Todos os escorpiões são venenosos, porém apenas 25 espécies podem ser mortais aos humanos, dependendo da quantidade de veneno injetado e da idade e peso da vítima.

Escorpiões ocorrem em todos os continentes exceto no Antártico e na Nova Zelândia. No ambiente próximo a residências, vivem no interior de residências, sob telhas, cascalhos, entulhos, calçadas danificadas, árvores dos passeios públicos e quintais, restos vegetais com troncos de árvores, porões de edificações, entre outros. Algumas espécies escavam pequenas galerias no terreno aonde atuam de forma a se abrigarem.

Características Gerais

Escorpiões são aracnideos da ordem Scorpiones, caracteristicos por possuirem pinças na ponta de seus pedipalpos e um abdomen constrito na ponta, normalmente chamado de cauda, terminado em um ferrão venenoso ligado a glandulas de veneno.

Aspectos Reprodutivos

Em geral, a reprodução é sexuada, mas pode ocorrer partenogênese (reprodução a partir de ovos não fertilizados) em algumas espécies, e no caso da Tityus serrulatus é até hoje, o único mecanismo reprodutivo reconhecido. Neste ultimo caso, cada mãe tem aproximadamente dois partos com, em média, 20 filhotes cada, por ano, chegando a 160 filhotes durante a vida. Outro aspecto importante, é que, são vivíparos, não põem ovos, desta forma, o indivíduo já nasce com as características morfológicas do adulto, ocorrendo apenas à troca (ecdise) do exoesqueleto, permitindo o seu crescimento.

Espécies de Maior Importância no Brasil

Os escorpiões são encontrados em todas as regiões geográficas do Brasil, onde existem cerca de 160 espécies . No entanto, as espécies possuem distribuição restrita a uma determinada área ou região, devido aos diversos fatores geoclimáticos e ecológicos que limitam sua distribuição. As especies responsáveis pelos acidentes graves pertencem ao gênero Tityus que tem como característica, entre outras, a presença de um espinho sob o ferrão. As principais espécies capazes de causar acidentes graves são:

Tityus serrulatus – Escorpião-amarelo *
escorpião amarelo

Tityus bahiensis – Escorpião-marrom/preto *
escorpião marrom preto

Tityus stigmurus – Escorpião do Nordeste
escorpião do nordeste

*Espécies encontradas na Região sudeste.

Importância Econômico-Sanitária

Como citado acima, todos os escorpiões são venenosos, e dependendo da idade e condição fisica, tais picadas podem levar até ao obito. Mesmo não levando a obito, muitas espécies de escorpiões mais raras ainda assim são capazes de causar acidentes graves, devendo o contato com eles ser evitado. Em geral, a presença de escorpiões deprecia o local / região, inclusive na questão do

valor dos imóveis. Além, os sistemas de controle representam custo considerais para entidades públicas ou privadas quando a presença destes é detectada.